Christian Growth

Um mundo sem a Bíblia

Era um sábado de manhã, 16 de junho de 2007. O relógio já marcava 7h e eu deveria falar às 10h e ainda não havia decido sobre o que abordar. Fui convidado para fazer uma reflexão de cinco minutos sobre a Bíblia após uma série de estudos que haviam durado três meses.

Fiquei imaginando o que poderia ser dito que não fosse repetitivo. Falar de todos os que creram nela ao longo dos tempos, de sua fidelidade textual, coerência histórica, integridade temática, eloquência apologética e tantas outras coisas que foram estudadas o trimestre inteiro?

Resolvi então fazer a brincadeira do contrário. É uma técnica interessante quando se tenta descobrir se algo é significativo ou descartável. Se você quiser descobrir se algo é realmente importante, imagine-se em todas as condições possíveis sem aquilo. Pensei então, como seria um mundo sem a Bíblia?

Photo: Pixabay

A história do mundo está dividida em dois grandes blocos – antes e depois de Cristo. Mas que Cristo? O dos evangelhos? Que evangelhos? Os da Bíblia, que Bíblia? Vamos reconstruir a história então. Estamos no ano 2007 depois de Cristo? Não. Estamos em 6011 de Adão? Também não, já que Adão não existiu. Estamos em algum tempo depois de um início que não sei qual é, indo para um final que não sei onde vai dar.

Comecei a pensar que coisas eu teria que apagar além do calendário. Lembrei de uma viagem que gostaria de fazer: conhecer as terras bíblicas, o povo judeu, os palestinos. Mas que terras? A Bíblia não existe. Que povo judeu e que palestinos? Abraão não existiu, e, portanto, não gerou nem Israel e nem Ismael, logo não há nem palestinos (Ismaelitas) nem Judeus (Israelitas).

Mesmo assim, se quisesse viajar e conhecer outras partes do mundo, eu teria problemas. Se planejo sair num domingo e passear pela Europa, e chegar à Grécia no próximo sábado. Que domingo? Dominus ou dominica não existem, pois, a Bíblia não existe. E que sábado? A Bíblia não existe. Então não existem nem o domingo católico e nem sábado israelita.

Vou sair no primeiro e voltar no sétimo. Como contar qual é o primeiro e qual é o sétimo? Não houve criação, então não tem nem primeiro e nem sétimo. Então vou sair 5 de julho e chegar dia 12. Pronto!

Resolvida a questão das contagens. Vou programar meu passeio pela Europa. Quero visitar as catacumbas de Roma, o Coliseu onde os cristãos eram atirados aos leões por Nero, a praça São Pedro, percorrer o trajeto de Paulo, visitar os locais das perseguições da idade média, as montanhas de esconderijo dos Valdenses e Huguenotes. Mas, não existe Bíblia! Então não existem Catacumbas de Roma, nem Coliseu e nem cristãos. E que negócio é esse de praça São Pedro?  Não existe igreja católica, não existe São Pedro, nem mesmo existe Pedro e esse negócio de Paulo. E Idade média? Não existe isso. Ninguém foi perseguido por causa da Bíblia, nem existe esse negócio de Huguenotes e Valdenses ou de Inquisição e Reforma.

O que eu vou fazer na Europa então? É melhor não sair de casa. Ficar aqui no Centro Universitário Adventista de São Paulo – Campus Hortolândia, mesmo. Que Centro? Adventista?  Cristo não existe porque não tem Bíblia. Se Ele não existe, não pode voltar. Se não vai voltar, adventista não existe. Então você está esperando quem?

Não existe Centro Universitário Adventista de São Paulo.  Então onde é que eu Moisés Junior estou? Já falei que Bíblia não existe. Se não existe Bíblia, não existe Deus, nem Cristo, nem Abraão, nem Israel, nem José, nem saída do Egito, e, por consequência, não existe esse tal de Moisés.

Sem a Bíblia o mundo que você conhece simplesmente não existe.

Você já se perguntou alguma vez o que significa você acreditar na Bíblia e o quanto sua história é afetada por ela? O que mais seria diferente se não existisse a Bíblia? Como podemos mostrar aos nossos alunos que a importância e relevância da Bíblia em nossa sociedade?


Nota: Artigo escrito e postado em Português

Moisés Sanches Junior

Moisés Lopes Sanches Junior é PhD em Educação Especial pela Universidade Estadual de Campinas, Brasil. É graduado em Pedagogia e Teologia pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo. Atua como assessor técnico do Departamento de Educação da União Central Brasileira. É professor nos cursos de Pedagogia, Publicidade e Propaganda e Educação Física do Centro Universitário Adventista de São Paulo - campus Hortolândia.

Latest posts by Moisés Sanches Junior (see all)


Leave a Comment

We welcome and encourage constructive, respectful and relevant comments. We reserve the right to approve comments and will not be able to respond to inquiries about deleted comments. By commenting, you agree to our comment guidelines.

Your email address will not be published. Required fields are marked *