Reflective Practice

Parcerias Colaborativas

Ser educador, na Escola Adventista, implica em a ter clareza de quais são os propósitos da educação cristã. Também em dar sentido não só ao conhecimento, mas a ação envolvida nesse processo. Que tipo de ensino diferencia a Escola Adventista das demais?

Ensinamos por meio de uma aprendizagem voltada ao desenvolvimento de competências e habilidades. O centro da educação redentiva, ajuda a construir conceitos de formação para a vida.

Nesse modelo de formação, o importante é que o estudante seja capaz de aplicar o conhecimento. Dessa forma a aprendizagem passa a ser ativa e efetiva.

Photo: Pixabay

Quando o foco é apenas o conteúdo, a quantidade exerce mais pressão sobre ritmo da sala de aula, do que a reflexão, autonomia e a tomada de decisões.  No entanto, nossa meta é a formação de cidadãos para essa terra e para a pátria por vir.  Para tal é preciso que o alinhamento filosófico e metodológico seja realizado através da cooperação e do diálogo entre os professores.

Sua escola está cumprindo o plano de Deus quanto ao desenvolvimento harmonioso das faculdades físicas, mentais e espiritual?

  1. Algumas escolas privilegiam mais a faculdade intelectual em detrimento das outras. Ensine com profundidade, apresente os conteúdos de forma prática e útil para a vida do aluno, evitando excesso de conteúdo com memorização dissociada da reflexão
  2. A intervenção do professor é um elemento essencial. Dialogue com seus alunos, para entender quais são as reais dificuldades de aprendizagem deles. Tenha critérios bem definidos. Estabeleça novas relações a partir das respostas dos alunos. Reelaborar a aprendizagem é transformar o conhecimento científico em algo prático que esteja ligado ao cotidiano do aluno.
  3. A expectativa dos professores sobre o êxito de aprendizagem dos alunos determina em grande parte o sucesso acadêmico. Nesse sentido a aprendizagem é favorecida quando associada ao diálogo positivo, parcerias de estudo em grupo ou construção de conceitos relacionado à prática.
  4.  A reflexão ativa e coletiva dos professores sobre qual é o papel de cada um na construção do trabalho pedagógico deve ser um exercício permanente. Portanto é fundamental a unidade de ação por parte do corpo docente.
  5. O aluno precisa desempenhar um papel ativo, o ensino deve partir da experiência e da pesquisa. Os saberes precisam ser construídos com a participação de todos os protagonistas do processo educativo.
  6. Trabalhe em grupo. Quando a equipe docente está engajada no mesmo foco, as soluções acabam ficando mais ligadas às parcerias educacionais do que a modelos de aprendizagem. Defendemos a ideia da parceria colaborativa como importante estratégia para a formação de professores. Essa insere um novo papel ao docente, mediador na problematização dos objetos de estudo, e os alunos tornam-se participantes críticos e ativos desse processo.

Discuta com seus colegas/professores: Que implicação as suas aulas ou proposta curricular têm na salvação dos alunos? Estamos todos trabalhando com o mesmo propósito?

Referências

PIMENTA, S.G. e GHEDIN, E. (Orgs). Professor Reflexivo no Brasil: gênese e críticade um conceito. São Paulo, Cortez, 2002.

SCHINETZLER, R. P. O professor de ciências: problemas e tendências de sua formação. In SCHINETZLER, R. P. e ARAGÃO, R. M. (Orgs). Ensino de Ciências: fundamentos e abordagens. Campinas, R. Vieira Gráfica e Editora Ltda, CAPES/UNIMEP,2000.

____________. A investigação-ação e o desenvolvimento profissional docente. (mimeo) 2014,13p.

ZEICHNER, K. M. A formação reflexiva de professores: Ideias e práticas. Lisboa, Educa,2002

WHITE, E. G. Conselhos a professores, pais e estudantes. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2007.

______. Educação. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2008.


Nota: Artigo escrito e postado em Português

Suzete Maia

Suzete Maia

Suzete Araujo Aguas Maia, é doutorando do curso Distúrbios do Desenvolvimento, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, mestre em Educação pelo UNASP, campus Engenheiro Coelho, Brasil, concluiu especialização em Didática e Prática de ensino, Suíça, atuou como professora, coordenadora pedagógica, gestora escola e atualmente é a Diretora de Graduação do UNASP, campus Hortolandia. Trabalha há 22 anos na Educação Adventista. 
Suzete Maia

One comment

Leave a Comment

We welcome and encourage constructive, respectful and relevant comments. We reserve the right to approve comments and will not be able to respond to inquiries about deleted comments. By commenting, you agree to our comment guidelines.

Your email address will not be published. Required fields are marked *