Best Practices

Antes de tudo um serviço de amor

“Você vai ser o nosso novo preceptor chefe a partir deste ano.” Dizia a pessoa do outro lado do telefone, quando fui informado do desafio que era assumir a preceptoria de um internato com mais de 500 alunos no residencial masculino. Passado o susto, já que essa atividade não estava nos meus planos pessoais, era a hora de começar o trabalho.

Nos anos seguintes o internato cresceu e chegamos até o número de 750 rapazes no internato, 1500 alunos internos entre rapazes e moças e 6000 alunos em todo o campus. O crescimento trouxe novas necessidades ao serviço da preceptoria, que naturalmente já é bastante desafiador. Precisamos construir novos espaços para os alunos, mais quartos, e aplicar uma nova logística para o melhor uso de outros serviços do internato tais como o restaurante, a lavanderia, a academia, o complexo esportivo, a biblioteca, o espaço na capela, entre outros.

Photo: Pexels

Nos preocupamos em adaptar as atividades espirituais para atender esse grande número de internos. Criamos novos horários para os cultos na capela para que todos os alunos pudessem frequentar, já que nossa capela não comporta todos ao mesmo tempo. Atualmente temos quatro horários diferentes de culto, que diariamente oferecem momentos de louvor e oração para o contato com Deus.

Mas, independente do tamanho do colégio ou universidade um desafio que todos os preceptores enfrentam é atender, orientar e motivar a equipe de trabalho para a excelência no serviço. Desde os vice preceptores até os monitores e servidores da limpeza do residencial, todos são igualmente importantes e precisam ser conscientes das suas funções, atribuições e responsabilidades. O serviço de um residencial é intenso e, por muitas vezes, até exaustivo, se as pessoas que compõem a equipe não estiverem em boas condições. Portanto é essencial que o preceptor motive a sua equipe, caso contrário dificilmente eles poderão servir com alegria e oferecer o melhor das suas potencialidades.

No trabalho como preceptores temos de cuidar das regras e normas do colégio e das suas aplicações. Esse talvez seja um dos maiores desafios, já que a geração atual se mostra avessa a regras. Muitas metodologias educativas são baseadas no conceito de que é proibido proibir. Como preceptor todos somos bons enquanto respondemos “sim” aos pedidos dos alunos, mas quando temos de responder “não”, todas as respostas positivas anteriores são esquecidas e o aluno se concentra somente na negativa. Nesse momento geralmente nos tornamos os opressores de toda a geração. O que fazer diante desta situação?

Descobri com os anos de trabalho que prédios e a estrutura de trabalho são uteis e importantes, normas e regras são valiosas e necessárias, mas acima de todas estas situações está o interesse pelo bem-estar do próximo. O serviço na preceptoria é importante mas as pessoas a quem servimos são muito mais importantes. É impossível cuidar de pessoas se não as amamos primeiro. Precisamos amar mais aos alunos do que as regras do residencial e não conseguimos amar se não nos envolvermos com nossos alunos. Temos que mirar o exemplo de Cristo que, para salvar a humanidade, escolheu conviver com ela. Nós só chegamos ao coração do aluno quando convivemos com ele e os amamos de verdade. Assim como um pastor de ovelhas convive com o seu rebanho.

Qual a importância de verdadeiramente amar nossos alunos? Como podemos disciplinar os alunos e demostrar amor ao mesmo tempo?


Nota: Artigo escrito e postado em Português

Sergio Klein

Sergio Klein

Sergio Klein da Rosa, é Mestrando Profissional em Educação, mestre em Teologia Pastoral e especialista em Docência Universitária pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP). Graduado em Comunicação Social Rádio e TV pela Universidade de Santo Amaro e em Teologia Pastoral pelo UNASP. Trabalha na educação adventista há 21 anos e nos últimos 8 anos atua como preceptor chefe no UNASP, campus Engenheiro Coelho.
Sergio Klein

Latest posts by Sergio Klein (see all)


One comment

  • | 5 months ago

    Amar é mesmo a melhor das ferramentas e a mais avançada das tecnologias.
    Parabéns Klein. Que nosso Senhor continue suprindo você com todo o amor necessário para este tão nobre ministério na preceptoria.

Leave a Comment

We welcome and encourage constructive, respectful and relevant comments. We reserve the right to approve comments and will not be able to respond to inquiries about deleted comments. By commenting, you agree to our comment guidelines.

Your email address will not be published. Required fields are marked *