Projeto de culinária e hábitos saudáveis para crianças

Philosophy & Mission

O número de crianças sedentárias e com péssimos hábitos alimentares é alarmante. Segundo pesquisa da Federação Mundial de Obesidade, em 2025 estima-se que o número de crianças e adolescentes (5 a 17 anos) que estão acima do peso deve passar de 220 para 268 milhões. As razões apontadas para esses números são muitas: péssimos hábitos alimentares, sedentarismo, entre outros.

Com o objetivo de conscientizar as crianças sobre os benefícios de uma alimentação saudável o Colégio Adventista de Tupã, pequena cidade no interior do estado de São Paulo, Brasil, desenvolveu durante o ano de 2017 o projeto Mini Chefes. As crianças aprenderam sobre os cuidados com o corpo através de uma alimentação saudável e equilibrada.

Com aulas de culinárias de uma maneira lúdica e interativa, as crianças foram orientadas que cozinhar não precisa ser coisa apenas de adulto. Todos os alunos da Pré 1 recebiam aventais e touca para participar do projeto.

O projeto foi realizado em quatro etapas:

  1. O colégio mantém uma pequena horta, onde os alunos plantam, acompanham o crescimento e colhem legumes, verduras e temperos. Todas as hortaliças são usadas na elaboração das receitas. O momento de colher os vegetais sempre é a hora mais esperada pelos alunos. A pequena horta tem como objetivo mostrar todo o processo que vai desde o plantio até a receita pronta. Essa etapa contribuiu para os pequenos sentirem a textura e perceberem as variedades de alimentos, cores e sabores.
  2. Os alunos também foram ensinados a higienizar adequadamente os alimentos.
  3. O momento mais esperado é a hora da receita que é produzida pelos pequenos com a ajuda da professora. Todas as receitas são trabalhadas em equipe e provadas por todos. É nesse momento que muitos alunos provam pela primeira vez um determinado alimento, o que incentiva o consumo desse novo alimento também em casa.
  4. Ao final, os alunos levaram o livro de receitas para casa. O objetivo dessa etapa é incentivar que toda a família busque hábitos mais saudáveis.

Os resultados do projeto foram muito positivos. Além de provar novos alimentos, os alunos vivenciam na prática o aprendizado de matemática, por exemplo, já que trabalham com medidas. Também trabalharam artes, ao usar a criatividade na produção do alimento; geografia, ao trabalhar pratos típicos do Brasil; melhoram a coordenação motora e o trabalho em equipe.

As experiências demonstraram que, após as aulas de culinária, os alunos se tornaram mais conscientes com aquilo que colocam no prato, mais conscientes até do que a maioria dos adultos. Foi comprovado que o incentivo a culinária infantil também contribui para redução da obesidade infantil de uma maneira lúdica e divertida.


Nota: Artigo escrito e postado em Português.

Author

Psicopedagoga e Pedagoga, atualmente é Coordenadora Pedagógica do Colégio Adventista de Tupã, Brasil. Formação inicial como bacharel em Ciências Contábeis e através do estudo do livro Educação da Criança de Ellen G. White, despertou o interesse pela área de educação baseada em uma filosofia cristã de ensino. Atuou como professora e posteriormente se especializou em Psicopedagogia e treinamento com métodos de comunicação alternativa como TEACCH e PECS, auxiliando muitos alunos de inclusão com Transtorno do Espectro Autista.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *