World Divisions

South American

Cuide da sua postura e viva sem dor

Ficar em pé por horas, sentar, gesticular, escrever, carregar o material para dar aula, entre outras, são ações recorrentes no dia a dia de um professor. Aliás, professor é uma profissão que depende muito dessa máquina chamada corpo humano. Para uma máquina funcionar bem, é necessário que ela receba manutenção.

Low back pain.Com a rotina corrida, os professores geralmente não encontram tempo para praticar exercícios físicos. Com isso, os músculos, cada dia mais sobrecarregados, vão se enfraquecendo. O resultado disso são dores generalizadas por todo corpo e, principalmente, nas articulações, além dos inchaços em membros inferiores (pernas e pés).

Veja sete dicas para ser um professor sem dor:

  1. Use sapatos confortáveis: Evite saltos altos pois eles tensionam os músculos da coluna lombar. Evite também sandálias rasteiras, pois são um “veneno” para sua postura, uma vez que não conseguem amortecer quaisquer impactos. Opte por um tênis confortável e com amortecedores ou use sandálias de saltos grossos de 3 a 5 centímetros.
  2. Cuidado com sua postura ao escrever no quadro: Muitos professores se queixam de formigamentos nas mãos e fortes dores nos ombros. Afinal, são várias horas seguidas com os braços esticados, escrevendo na lousa. Essa má postura, a longo prazo, pode levar a uma tendinite, bursite e, em casos mais graves, ao congelamento de ombros (quando o indivíduo não consegue levantar os braços devido a fortes dores). Dicas: Alongue seus braços. Ao escrever na lousa, nunca fique com os braços esticados, flexione o cotovelo formando um ângulo de 90° (Figura abaixo) e mantenha as pernas afastadas para uma maior base de apoio.
  3. Postura correta ao tirar dúvidas e corrigir cadernos: Evite ficar flexionando o tronco (curvando a coluna) para corrigir as atividades de seus alunos. Permaneça sentado e chame seus alunos até sua mesa. Verifique se você está sentado corretamente, ou seja, com a coluna encostada na cadeira, as pernas afastadas, os pés tocando o solo e os cotovelos apoiados sobre a mesa.
  4. Intervalo: Em cada intervalo, beba água. Um músculo bem hidratado é um músculo saudável e menos suscetível a lesões. Alongue-se – principalmente os braços, punhos e a lombar. Faça um exercício respiratório: inspire (puxe o ar) lentamente e depois expire (solte o ar) pela boca. Faça isso de 3 a 5 vezes. Assim, você oxigenará os tecidos do seu corpo, proporcionando um adequado relaxamento.
  5. Postura correta ao carregar sacolas e mochilas: Distribua o peso, ou seja, não leve todos os livros na mochila, carregando alguns nos braços. Ao escolher a mochila, prefira as de alça transversal.
  6. Descanse de verdade: Reserve um dia para NÃO levar trabalho para casa. Ser professor, não raro, requer preparar aula de madruga, corrigir provas e cadernos no feriado, e por aí seguem inúmeras tarefas. Assim como os seus músculos, o seu cérebro também precisa de relaxar. Separe um dia livre para estar com a família, passear, caminhar ou simplesmente ficar em casa descansando, sem pensar em trabalho.
  7. Motive-se: Muitas vezes, nossa postura física é uma resposta a um fator emocional. Quer dizer, quanto menos motivado estiver um professor, mais cabisbaixo ele ficará. Portanto, valorize-se! Saiba que sua profissão é única, inspiradora e transformadora, capaz de marcar toda uma vida. Afinal, quem não tem um professor inesquecível?

Lurian Mendes

Lurian Mendes Machado de Oliveira é formada em fisioterapia pela Universidade Paulista, Brasil. Possui pós graduação em disfunções vertebrais e atualmente cursa especialização naárea de paralisia braquial obstétrica.
Lurian Mendes

Latest posts by Lurian Mendes (see all)


Leave a Comment

We welcome and encourage constructive, respectful and relevant comments. We reserve the right to approve comments and will not be able to respond to inquiries about deleted comments. By commenting, you agree to our comment guidelines.

Your email address will not be published. Required fields are marked *