Themes

Assessment & Evaluation

Avaliação como ferramenta de apoio

Que a avaliação é elemento essencial para o ensino não há o que se discutir. A grande questão é a maneira como ela vem sendo utilizada por muitos professores. Com frequência se ouve frases como: “Essa turma está muito indisciplinada, vou aplicar uma avaliação bem difícil”.

A avaliação deve ser usada como instrumento de incentivo para que alunos estudem mais e se preparem para esse momento. Além disso, ela serve como termômetro. Por exemplo, quando um aluno ou a minoria não tem um bom desempenho em uma avaliação, provavelmente queira dizer que o professor foi feliz na maneira de apresentar os conteúdos e a maior dos alunos alcançaram o objetivo. Nesse caso, o professor deve elaborar estratégias para que aquele (ou aqueles) que não foi “bem” possa recuperar, não necessariamente a nota, mas o conteúdo.

Por outro lado, se a maior parte da turma vai “mal” na prova, muitos professores levam para o lado pessoal. Entendem que a turma é indisciplinada e por isso as notas “ruins”. Quando deveriam na verdade fazer uma autoanálise, rever a metodologia e traçar novos planos. Se não está bom para a maioria, pode ser que o problema realmente esteja com a metodologia e não com a turma.

Avaliação não deve ser vista apenas como prova escrita, já que engloba muito mais que isso. Envolve:

  1. Domínio cognitivo: atividades intelectuais
  2. Domínio afetivo: sentimentos, atitudes, valores, capacidade de solucionar problemas e pensar criticamente
  3. Domínio psicomotor: que inclui atividades físicas.

Em muitos casos um estudante compreendeu muito bem o conteúdo, sabe aplicá-lo, porém têm dificuldade na hora de colocar esse conhecimento no papel através das avaliações escritas. Os professores também devem estar atentos porque nem sempre que um aluno apresente um desempenho fora do esperado, é porque não estudou. Muitas vezes apresenta problemas emocionais e familiares. Quando detectar esses problemas, o educador deve procurar os coordenadores para juntos traçarem metas para ajudar o aluno.

As informações obtidas na avaliação devem ser usadas para organizar a sala de maneira funcional, para que todos sejam beneficiados. Planejamento é extremamente importante. Todo profissional de educação que esteja realmente engajado com o processo deve planejar e replanejar constantemente. É fundamental dar aos alunos o feedback necessário para a construção do conhecimento em equipe.

Enfim, a avaliação deve ser bem planejada, ter objetivos claros, estar em linguagem acessível e ter função de acrescentar ao aprendizado, nunca de punir o estudante. Além disso, estar baseada em conteúdos estudados e compreendidos, e nunca para iniciar um conteúdo novo.

Se realmente o educador acredita em uma educação integral, deve dessa forma também avaliar o educando.

Inspiração:
Livro: Avaliação em sala de aula, conceitos e aplicações.

Jocilene Martins Ferreira
Latest posts by Jocilene Martins Ferreira (see all)

Leave a Comment

We welcome and encourage constructive, respectful and relevant comments. We reserve the right to approve comments and will not be able to respond to inquiries about deleted comments. By commenting, you agree to our comment guidelines.

Your email address will not be published. Required fields are marked *